quarta-feira, 22 de outubro de 2008

C'est la vie

Todo dia, toda hora, gente vive a fugir da “realidade”. Uns por químicos, outros por mentiras ou até mesmo por drogas como: novelas, religiões, auto-ajuda, I-Loser (ou seria I-Doser?) e isso sem falar nos estudantes de filosofia. (como eu)

O que ninguém pode negar é que se há tantas alternativas de fuga e tantas pessoas fugindo deve ser porquê a vida não é lá tão bonita quanto dizia Gonzaguinha, provavelmente ela se pareça um pouco com a Elza Soares.

Talvez, o fato de tantos se identificarem com a atitude “curtir a vida” se deve a uma situação comparável àquele ditado que diz: “Quando um político diz 3 vezes que não vai abdicar, pode apostar que ele vai.”

É... caro leitor(a), é a voz do desespero. Se ceticismo fosse bom eu não escrevia de graça.

Um comentário:

Francyane disse...

Queria que tu voltasse a estudar lá na unicap... Talvez me desse força prá eu enfrentar o que vier pela frente! Eu tô é com medo, sr. casca grossa!

Pior que ser cético, é sair por aí escrevendo, misturando idéias, pregando um pensamento confuso, e cheio de falhas e de medo, com doses de paranóia e mania de perseguição, sim você está sendo observado, é pedir prá ser massacrado, e eu fui!